Honrando os Voluntários

Tivemos um domingo especial. Montamos as cestas de alimento provenientes da arrecadação no Pão de Açúcar.

Cada um que se voluntariou ao trabalho no mercado recebeu duas cestas. Uma cesta para sua casa e outra para doar para alguém que necessita.

O que eles receberam não foi um pagamento ou doação. Não estávamos abençoando-os, mas honrando o seu trabalho. Eles foram ao mercado não para receber, mas para se doar e fizeram o seu melhor. Agora honrávamos o seu esforço. E não somente isso, mas dando a oportunidade de cada um DOAR para alguém que precisava.

Quando escutamos palavras como “eu me senti útil porque meu trabalho vai ajudar outras pessoas”, ”não tem dinheiro que paga” ou “temos a oportunidade de abençoar pessoas que entram pelas portas do mercado” entendemos que estamos fazendo algo que vai muito além do que simplesmente arrecadar alimentos.

Meu amigo Pr. Lindoval, que também é da REDE SOS GENTE, sempre diz que não vamos arrecadar alimentos, mas ser uma mensagem para as pessoas no mercado. O nosso “bom dia”, “Deus abençoe” ou “vou lhe ajudar” é carregado de sentimentos de gratidão e amor, e podemos proporcionar algo bom para as pessoas que estão lá. Cada voluntário tem a oportunidade de DOAR AMOR entre os corredores da loja, levar uma mensagem de esperança por debaixo dos coletes laranja. São sorrisos verdadeiros, mãos que ajudam e histórias reais.

“eu me senti útil porque meu trabalho vai ajudar outras pessoas”, ”não tem dinheiro que paga” ou “temos a oportunidade de abençoar pessoas que entram pelas portas do mercado”

Sair de uma comunidade rumo a um mercado em bairro nobre, carregando a realidade de onde veio, com a missão de arrecadar alimentos para ajudar pessoas. É notório o que está acontecendo: são cartas prontas para serem lidas. Alguns clientes na loja percebem isso e então ricos diálogos surgem. Não para falar sobre miséria, mas sobre esperança e generosidade. Não vão protestar ou exigir, mas sorrir e amar.

A missão da Corrente do Bem Brasília é ser uma VIA DE TRANSFORMAÇÃO, viabilizar a entrada de pessoas na comunidade. Sim, como em uma folha de papel erguida pelos lados, dois lugares polarizados de Brasília se tocaram e foi maravilhoso o encontro. Se a pessoa não vai à comunidade, a comunidade vai a ela.

Agora, nesse domingo, após passar dias DOANDO alegria e generosidade em um bairro nobre, eles têm a oportunidade de voltar para o seu lar e DOAR para as pessoas próximas.

A REDE SOS GENTE é uma grande família com mais de 200 ONGs que trabalham em todo o Brasil para proporcionar momentos especiais como esse.

A CORRENTE DO BEM BRASILIA ajuda mais de 500 pessoas mensalmente.

De tão importante esse entendimento virou uma das aulas do nosso treinamento VOLUNTARIADO INTELIGENTE 2.0. São 44 aulas sobre voluntariado para abrir portas na sua mente de como realizar um trabalho social relevante em uma comunidade carente. Clique e saiba mais sobre esse curso que mudará sua maneira de pensar sobre obra social.

Moisés Nogueira de Faria
Presidente da Corrente do Bem Brasília / Generosidade.org

Tags: , , ,