ESPERANÇA PARA DAR E VENDER

dsc_1768

 

Alguns conseguem, outros não. Alguns vão mais rápido, outros demoram um pouco. Uns têm mais sorte; outros, menos. O importante é perseverar, pois a esperança não decepciona. Acreditamos que todos podem, cada um ao seu tempo. Damos crédito… eles decidem se vão aproveitar ou não.

Hoje fomos surpreendidos pela barriga da Marta. Nem imaginávamos que já estava no oitavo mês, parece que surgiu de repente. Sem problemas! Vamos encaixa-la no projeto “Primeiros Dias” e tentar acompanha-la. Para quem já teve nove, mais um tá tranquilo. Ela continua com a gente e agora com mais um na família. Se ela não desistiu de tentar, nós também não. O importante é ter esperança, que independente do contexto, ela pode surgir e dar vazão para um futuro melhor. A esperança não nos decepcionou até agora, e cremos que não faz mal continuar a andar com ela.

dsc_1730

Entre uma visita e outra podemos cumprimentar aqueles que se resolveram. A Júlia nem de longe lembra a pessoa de antes, sua feição sorridente é a prova que a esperança passou por lá e fez morada. E não é somente ela, a triste aparência passada passa longe da nova face e fase das suas vidas, não é que a vida ficou perfeita, mas o copo começou a ser visto meio cheio.

Se existe algo que todos podemos dar e receber é esperança, ela faz bem e mostra um futuro agradável de viver.  Se a pergunta do momento é “Qual o Brasil que eu quero?”, desejo um cheio de esperança para dar e vender.

dsc_1773

Amei as equipes e os pastores que estavam conosco. Vi a realidade dos nossos irmãos que estão tão próximos e podemos ajudar… Quero agradecer a Deus e a cada um de vocês imensamente pela oportunidade de participar. Esse projeto é a prática do ‘Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo’! Se possível, quero muito continuar e acrescentar no que for necessário. Obrigada por permitir a minha presença no projeto. Cinthya Passos (Nova Voluntária)

“foi um presente de Deus para mim ontem estar com vocês cumprindo o ide. Conte comigo sempre.” Danielle (Nova Voluntária)

Outras famílias chegaram nesse mês: feições novas, problemas já conhecidos. Mulheres que foram abandonas pelos maridos, em alguns casos, escorraçadas. Doenças que não foram tratadas e se tornaram grandes problemas. Causas judiciais que se arrastam por anos. Famílias que precisam se reestruturar. Em todas essas situações a esperança não irá decepcionar.

Para aqueles que estão chegando agora, a mensagem ainda é a mesma: “Acredite no potencial dos seus filhos, eles são o seu futuro”. Se for possível esperar algo bom, espere isso dos seus filhos. Faça o bem, invista nos seus filhos e creia em Deus. Assim como a esperança, apoiar e investir nos filhos não decepcionará.

 

Quem sabe o problema está em como se vê? A imagem não condiz com a verdade, é distorcida, suja e feia. A realidade é outra, mas ao se ver errado se conclui errado também. O espelho precisa ser limpo. A vida vista pode ser bonita ou feia, depende de como a vê.

Muitas vezes o que fazemos é limpar o espelho, mostrar que não é tão ruim assim, que a vida ainda dá um caldo. Que enxergando por outro ângulo existem portas de escape e a vida se segue.

Esperança qualquer um pode dar. A Corrente do Bem Brasília é cheia dela. Mais que cestas de alimentos, enchemos nossas vidas da preciosa semente e descarregamos no Sol Nascente. Levamos nossos limpa-vidros e descortinamos a imagem esquecida. Isso sempre dá um bom resultado.

 

Compartilhe com os Amigos
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •